Curitiba

Conheça seis aplicativos que ajudam a aproveitar o verão

Opções são úteis para evitar filas, fazer drinques e preparar churrascos, entre outras opções

Foto: Pixabay

Estamos na estação climática mais amada do ano, o verão, que até o dia 20 de março nos proporcionará dias de muito sol e noites de altas temperaturas. Apesar de o Brasil ser um país quente durante quase todo ano, é no verão que as pessoas se sentem mais confortáveis para viagens e curtir momentos de descontração com familiares e amigos.

Para aproveitar todos esses momentos da melhor maneira, há disponíveis diversos aplicativos. Segue abaixo uma lista com seis desses apps, que vão desde um autoatendimento em bares e restaurantes até preparar um churrasco sem precisar sair de casa:
 
NaPraia
 
Você está curtindo o sol na praia e de repente, bate aquela vontade de beber ou comer algo, mas o vendedor está distante e você deixa o desejo de lado. O aplicativo NaPraia nasceu para conectar todo o ecossistema das areias - banhistas, vendedores, prestadores de serviços e anunciantes. Por meio dele, o cliente faz o pedido pelo celular, o vendedor recebe um aviso em seu dispositivo com a exata localização do cliente. O vendedor aceita o pedido, vai ao encontro do cliente e faz a venda, que pode ser paga no cartão de crédito, no próprio celular. No final, o cliente avalia o serviço no seu próprio smartphone e o pedido é encerrado.
 
VocêQpad
 
Quanto tempo não perdemos em filas de bares e restaurantes? Para mudar isso, em 2014 surgiu o VocêQpad, aplicativo de autoatendimento que possibilita a seus usuários pedir e pagar seus pedidos diretamente do smartphone. Ele possui em uma única ferramenta dois diferentes tipos de atendimento, serviço de mesa e balcão, além da opção de pagar diretamente na plataforma por meio de Vale Refeição, cartão de crédito ou PayPal.
 
LikeChurras
 
Se você deseja preparar aquele churrasco para receber amigos e familiares, mas não tem tempo para sair e comprar o necessário, tem que baixar o LikeChurras. O app oferece uma nova experiência na compra de carnes de qualidade e seus diferentes cortes. Por meio de sua localização, ele te oferece opções de estabelecimentos onde poderá fazer um pedido completo para um churrasco (carnes bebidas e outros itens), podendo agendar data, período e local de entrega dos produtos. O pagamento só acontece no momento em que o consumidor receber os itens escolhidos, podendo optar por pagar com dinheiro ou cartões de débito e crédito;
 
Brasil Drinks
 
O calor é ideal para se apreciar drinques diferenciados, e o Brasil Drinks é um aplicativo que pode ajudar você a fazer sucesso nas festas com seus amigos e familiares. Ele traz uma série de receitas de drinques populares divididos em nove categorias que oferecem sugestões de caipirinhas, shots e drinques clássicos, entre outros. Além disso, você ainda pode conferir dicas de decoração e os diferentes tipos de copos e taças que pode usar. Lembre, porém, de beber com moderação!
 
Sem Hora
 
Se você está procurando um lugar para aproveitar as noites de verão, o aplicativo Sem Hora te mostra diversas opções de eventos espalhados por diversas cidades do Brasil. O usuário pode comprar o ingresso e entrar no local escolhido somente utilizando o aplicativo, evitando grandes filas.
 
Flush
 
Finalizamos a lista com um aplicativo salvador para aqueles momentos de aperto, em que se necessita encontrar o banheiro mais próximo com rapidez. O Flush te mostra os toalhetes mais próximos, ideal para quem viajará para curtir o verão em lugares mais desertos ou com poucas opções de toalhetes.
 

Envie seu comentário

Comentários (0)

Crianças aprendem a lidar com smartphones antes de começar a falar

Pesquisa inglesa feita com 2 mil pais aponta que seus filhos seriam melhores com gadgets que amarrando sapatos

Foto: Thomas Quinn, Pixabay

O uso da tecnologia vem crescendo cada vez mais e sendo inserido na vida das pessoas desde sua infância. A afirmação advém de uma pesquisa feita pela Lenstore, empresa especializada em ótica em Londres, na Inglaterra. Segundo a empresa, a tecnologia está amplamente inserida na educação infantil, já que as crianças estão aprendendo a usar os smartphones antes mesmo de começar a falar.

A pesquisa, feita com 2 mil pais londrinos, apontou que as crianças, na visão de seus pais, se mostravam mais seguras manuseando um smartphone ou tablet do que realizando tarefas simples como ler, amarrar os cadarços dos calçados ou simplesmente dizer as horas.

Os pais pesquisados tinham filhos entre 2 e 16 anos. 

Eles responderam o que os filhos faziam com mais segurança. As respostas deram o seguinte resultado:

Andar de bicicleta: 60%
Manusear um tablet: 59%
Mexer no celular: 57%
Ler: 57%
Amarrar os sapatos: 53%
Nadar: 52%
Dizer as horas: 49%

As crianças inglesas de 2 a 4 anos da pesquisa, segundo as respostas dos seus pais, usam aparelhos digitais 5,12 horas por dia. Nas idades de 8 a 10 anos, esse uso é de 9,8 horas dia. Entre os adolescentes de 14 a 16 anos, 9,48 horas. 

O uso dos pais, de 12,52 horas em média, supera o dos filhos.

Luz que inibe o sono

O uso dos gadgets e também o impacto do uso dessas tecnologias no comportamento das crianças expõe a importância da participação mais ativa dos pais no processo de educação infantil. O debate acerca do assunto, no entanto, está longe de ser apenas comportamental. Segundo os especialistas em ótica, médicos e profissionais da área de saúde, a exposição das crianças às recorrentes telas desses gadgets impacta na própria saúde da criança.

Um dos maiores exemplos usados é a utilização de celular ou tablet antes de dormir. Mesmo para os adultos, as telas desses aparelhos emitem uma luz azulada que pode inibir o sono, fazendo com que o cérebro da pessoa receba estímulos para realizar tarefas complexas, enquanto, na verdade, deveria estar se preparando para um longo período de repouso.

Este mesmo impacto também está presente nas crianças, com o agravante de que a visão delas é ainda mais sensível e está passando por um processo de formação. Isso significa que o uso recorrente dessas telas pode gerar problemas futuros na visão da criança, tornando a necessidade de correções como óculos e lentes ainda mais precoce.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Como navegar de maneira segura na internet e proteger sua conexão

Veja cinco dicas para mitigar possíveis problemas da sua navegação

Foto: Pixelcreatures, Pixabay

A internet é o lugar onde todos encontram informações de diversos tipos, fazem compras, falam com seus amigos, fazem downloads e muito mais. Porém, sabemos que não é um lugar tão seguro para seus dados pessoais, e estas cinco dicas irão mitigar os problemas que qualquer um possa ter enquanto navega.

1 - Use um programa anti-vírus, um programa anti-spyware e um firewall. Navegar na internet sem esses itens é inseguro e abre as portas do seu dispositivo para spam, hackers e vírus. Ter esses salvaguardas em seu computador lhe protege de coisas que você nem via como ameaças. Certifique-se de mantê-los atualizados para tratar as ameaças mais recentes.

2 - Proteja seu roteador sem fio. Muitas residências têm redes sem fio que conectam computadores, dispositivos móveis, tablets e sistemas de jogos. Ter uma rede sem fio é conveniente, mas também pode deixar seus dispositivos e informações vulneráveis.
o Altere o nome padrão da sua rede e use algo único.
o Escolha uma senha forte para sua conexão - algo Alfanumérico e com caracteres especiais.
o Escolha WPA2 ou WPA na opções de segurança do roteador

3 - Desative o compartilhamento de arquivos e descoberta de rede ao usar uma rede sem fio pública. Ambos colocam seus arquivos e sistemas em risco, pois eles podem ser abertos por qualquer pessoa na rede sem fio, não apenas por hackers. Se você estiver dentro do alcance de redes sem fio públicas, mas não necessita estar online naquele momento, desligue completamente sua wifi.

4 - Sempre verifique se as informações de transação são seguras. As melhores empresas sempre terão muitos dispositivos de segurança. Você poderá ver um cadeado dourado na parte inferior da página para indicar um site seguro. Ao fornecer quaisquer dados bancários ou outras informações, verifique se a conexão é segura.
o URLs seguras começam com https:// ao invés de http://. Isso significa que ela possui um certificado SSL instalado, fornecido pela 1&1 ou Certisign. Este cerificado garante uma conexão muito segura.
o Mesmo que a conexão seja segura, fique atento aos sites que você está usando. Nem todo site que executa HTTPS ou aceita pagamentos é confiável, mesmo se a conexão for. Se você não sabe nada sobre o site, faça uma pesquisa em primeiro lugar.
Faça download de arquivos em fontes confiáveis. Ao fazer o download de arquivos ou software, faça o download somente de sites que foram classificados ou verificados por fontes confiáveis.
o Em caso de dúvida, procure o nome no Google do site ou juntamente com a palavra "scam" para ver se há algum problema.
o Não faça download de material ilegal ou com direitos autorais sem pagar por isso.  

Envie seu comentário

Comentários (0)