Por causa de latidos

Homem mata tia a facadas e diz que não se arrepende do crime


Foto: Guia Medianeira
O acusado ajudou a polícia encontrar o corpo, mas foi preso em flagrante logo em seguida
O acusado ajudou a polícia encontrar o corpo, mas foi preso em flagrante logo em seguida
Redação RIC Mais Cascavel

Uma mulher foi assassinada pelo sobrinho em uma área rural de Medianeira nesta quinta-feira (20). Madalena Fachin Tuon, de 67 anos é tia de Adelar Tuon de 31 anos, autor confesso do crime. Adelar afirmou não ter se arrependido do crime.

Os dois moram na comunidade rural linha Javali e o corpo da idosa foi encontrado em um matagal perto da casa dela. De acordo com a polícia Civil, Adelar disse que discutiu com a tia porque ela havia reclamado dos latidos dos cachorros dele, e que a mesma havia o xingado várias vezes. Por isso, ele agrediu Madalena, deu uma pancada na cabeça da vítima com um rodo e a levou ainda em vida em um carrinho de mão até um matagal, onde a esfaqueou cinco vezes.

Durante as investigações, quando ainda não se sabia quem tinha matado Madalena, o autor do crime acompanhou a polícia, tentando auxiliar nos trabalhos, e inclusive chorou junto com o marido da tia, casal que ajudou na criação de Adelar.  No entanto, a polícia descobriu tudo e o homem foi preso em flagrante. Adelar Tuon assegurou não ter envolvimento com drogas ou álcool. Ele afirmou apenas que toma remédios controlados contra ansiedade e que no dia do homicídio a vítima o deixou muito nervoso.

Comentários no Portal (0)



Comente pelo Facebook