Curitiba

Calendário de vacinação é atualizado pelo Ministério da saúde

00134174.jpg

Divulgado nesta segunda-feira (22) a atualização dos calendários nacionais de Vacinação e de Vacinação dos Povos Indígenas. De acordo com o cronograma atualizado, as campanhas de vacinação contra a gripe (influenza) são direcionadas a crianças de 6 meses a 2 anos, mulheres gestantes e puérperas (que deram à luz em até 45 dias), pessoas com mais de 60 anos, trabalhadores da área da saúde, indígenas e pessoas com comorbidades (duas ou mais doenças interrelacionadas).

No caso da poliomielite, o alvo são crianças de 6 meses a 5 anos. O calendário básico de multivacinação para crianças vale para as menores de 5 anos.

O calendário completo, com todas as vacinas, por idade, está disponível na página do Diário Oficial na internet.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Investigação irá investigar morte no Posto de Saúde do Pinheirinho

posto-saude.jpg

A Secretaria Municipal da Saúde abriu, na manhã desta sexta-feira (19), uma investigação sobre o atendimento ao paciente Vilmar Cardozo, realizado na quinta-feira (18), na Unidade de Pronto Atendimento 24 Horas do Pinheirinho. O prazo máximo para a conclusão sobre o caso é de 30 dias.

O paciente teve atendimento médico às 9h43, na Unidade de Saúde Fanny-Lindoia, e foi encaminhado à UPA do Pinheirinho, onde chegou às 10h45, com quadro de diarreia e sinais de cansaço. Passou pela triagem e foi atendido às 13h27. Foi medicado, levado para a sala de observação e passou por exames. Às 15h15 foi reavaliado pela médica que o atendeu, que passou orientações à equipe e à família, conforme está registrado no prontuário.

Às 16h55, o quadro do paciente se agravou, com evolução aguda para parada cardiorrespiratória. Foram prontamente tomadas as medidas de reanimação. Por 45 minutos a equipe aplicou todas as manobras do protocolo de animação. O paciente morreu às 17h40.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Prefeitura de Londrina anula provas de concurso da saúde por plágio

O concurso público aplicado no domingo (14), pela Prefeitura de Londrina, teve a prova de enfermeiro auditor anulada depois da confirmação de plágio. Candidatos descobriram que 15 das 35 questões eram idênticas a de um concurso público realizado no estado do Maranhão.

Para o procurador jurídico Zulmar Fachini, o que pesou na decisão foi o grande número de questões copiadas.

O secretário de saúde Francisco Eugênio garante que as outras provas do concurso não serão anuladas e não respondeu quem é o responsável pela escolha das questões e quanto o serviço custou ao município.

A banca examinadora será analisada e um novo edital será publicado para a prova de enfermeiro auditor. Profissionais voluntários serão convidados para elaborar as questões.

Envie seu comentário

Comentários (0)