Curitiba

Com muito sufoco, Paraná Clube garante vaga na Copa do Brasil

Gol só veio aos 46 minutos do segundo tempo

Jogadores comemorando classificação no vestiário (Foto: Irapitan Costa)

O Paraná Clube garantiu sua vaga na segunda fase da Copa do Brasil, com muito sufoco, após um gol nos acrescimentos nesta quarta-feira (8).  

São Bento abriu o placar no início do jogo, no estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba, em uma cobrança de falta, sem chance de qualquer defesa para o goleiro tricolor. Com vantagem, o time abriu mão da partida no segundo tempo, deixando o Paraná dominar.

O tricolor partiu para o ataque e com menos de 1 minuto, Renatinho Viana já chegou perto do gol, pela linha de fundo. Aos 31 de falta, o meia paranista obrigou o camisa 1 do São Bento a grande intervenção. No escanteio, Viana voltou a trabalhar num belo chute de Diego Tavares.

O alívio para os paranistas só veio aos 46 minutos, quando Renatinho, sozinho, escorou o cruzamento preciso de Diego Tavares. O 1x1 com o São Bento, coloca o time do técnico Wagner Lopes na próxima etapa da competição, onde irá encarar o vencedor de Sergipe e Bahia.

“Não foi fácil. Já esperávamos isso, mas preciso agradecer a luta, o empenho desses meninos. Tenho certeza que o torcedor está muito orgulhoso deste time”, disse Wagner Lopes.

Leia mais

Atlético-PR bate Millonarios nos pênaltis em partida de volta na Colômbia

Envie seu comentário

Comentários (0)

Atlético-PR bate Millonarios nos pênaltis em partida de volta na Colômbia

Com o resultado, o Atlético-PR fica a apenas um confronto de avançar à fase de grupos da Libertadores

O meia-atacante Felipe Gedoz foi o responsável pelo quarto pênalti atleticano em Bogotá (Foto: O goleiro Weverton se destacou na classificação atleticana. (Foto: Marco Oliveira/Atlético)

O meia-atacante Felipe Gedoz foi o responsável pelo quarto pênalti atleticano em Bogotá (Foto: O goleiro Weverton se destacou na classificação atleticana. (Foto: Marco Oliveira/Atlético)
O goleiro Weverton se destacou na classificação atleticana. (Foto: Marco Oliveira/Atlético)

A pressão do adversário e o desconforto causado pelos 2640m de altitude de Bogotá, não impediram o Atlético-PR de seguir para a terceira e última fase preliminar da Libertadores nesta quarta-feira (8). Depois de vencer por 1 a 0 na ida, na Arena da Baixada, o Furacão caiu pelo mesmo placar em Bogotá, resultado que levou a disputa para os pênaltis.

Foi então que a estrela de Weverton e a experiência do time paranaense, que não errou nenhuma cobrança, fizeram a diferença.

Com o resultado, o Atlético-PR fica a apenas um confronto de avançar à fase de grupos da Libertadores. No próximo estágio preliminar, a equipe terá pela frente o vencedor do confronto entre Deportivo Capiatá-PAR e Universitario-PER - os peruanos venceram na ida por 3 a 1, mesmo no Paraguai. Se avançar, entrará na chave 4 do torneio, ao lado de Flamengo, San Lorenzo e Universidad Católica.

Ontem, o Atlético-PR aceitou o jogo do Millonarios em alguns momentos e foi castigado com o belo gol de Duque. Aí, Weverton mostrou a capacidade de pegar pênaltis que já havia o consagrado na Olimpíada. Também fez diferença a experiência do elenco montado por Paulo Autuori para a competição, já que os quatro jogadores que cobraram e marcaram para o time brasileiro foram contratados para esta temporada: Jonathan, Grafite, Carlos Alberto e Felipe Gedoz.

A partida

Se foi dominado em boa parte do confronto de ida, o Atlético-PR começou bem nesta quarta. A equipe soube se postar em campo e até chegou primeiro. Aos dois minutos, Nikão cruzou da direita, Pablo subiu sozinho dentro da área e cabeceou firme, mas Vikonis fez boa defesa.

O Millonarios não conseguia encontrar espaço na defesa adversária. A tentativa, então, passou a ser nos cruzamentos para a área e nos chutes de fora. Aos 18, Del Valle cobrou falta de longe e dificultou para Weverton. Cinco minutos depois, Rojas teve liberdade para arriscar e jogou perto do travessão.

Em um cochilo defensivo atleticano, o Millonarios criou sua melhor chance no primeiro tempo aos 36 minutos. Após cruzamento da direita, Jonathan ficou observando e Quiñonez subiu para cabecear firme. Weverton voou para espalmar. Apenas um minuto depois, o mesmo Quiñonez apareceu sozinho pela esquerda e bateu cruzado. A bola cruzou toda a pequena área brasileira.

O segundo tempo começou como o primeiro, e o Atlético-PR voltou a mostrar tranquilidade para controlar o adversário. Logo com um minuto, quase abriu o placar com Carlos Alberto, que recebeu pela intermediária, ajeitou e encheu o pé rente à trave.

A resposta do Millonarios veio aos nove, novamente em chute de fora da área que levou perigo. Mas aos 13, o ataque colombiano finalmente funcionou. Núñez fez bela jogada pela direita e tocou. Otávio cortou, mas a bola sobrou para Duque, que invadiu a área, deixou Sidcley no chão e bateu cruzado, sem chance para Weverton.

Foi o suficiente para a torcida inflamar e o Millonarios ganhar o campo de ataque. Sem resposta do Atlético-PR, os colombianos foram à frente, mas seguiam com problema na criação. Aos 23, Del Valle recebeu sozinho dentro da área e tocou na saída de Weverton. O auxiliar assinalou impedimento duvidoso. Aos 36, foi a vez de Mosquera ter gol anulado pelo árbitro, desta vez corretamente.

Diante da inoperância do ataque dos donos da casa e da incapacidade do Atlético-PR de sair da defesa, o jogo se arrastou até os pênaltis. Nas cobranças, a experiência dos brasileiros fez a diferença. Jonathan, Grafite, Carlos Alberto e Felipe Gedoz converteram as quatro cobranças da equipe. Weverton pegou o chute de Franco, e Núñez acertou o travessão, dando a vaga aos visitantes.

Ficha Técnica
MILLONARIOS (2)1X0(4) ATLÉTICO

Local: Estádio El Campín, em Bogotá (COL).
Data: 08 de fevereiro de 2017.
Horário: 21h45.
Árbitro: Júlio Bascuñan (CHI).
Auxiliares: Christian Schiemann (CHI) e Carlos Aztroza (CHI).

Millonarios: Vikonis; Palacios, Franco, Cadavid e Machado; Henao (Barreto), Duque e Rojas (Hinestroza); Maxi Núñez, Del Valle e Quiñónez (Mosquera).
Técnico: Miguel Ángel Russo.

Atlético: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Lucho González (Matheus Rossetto) e Carlos Alberto; Nikão (Felipe Gedoz), Pablo e Grafite.
Técnico: Paulo Autuori.

Cartões amarelos: Cadavid e Duque (MIL); Otávio e Jonathan (CAP).
Gol: Duque (MIL), aos 13′ do segundo tempo.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Cinco times paranaenses jogam na noite desta quarta-feira

Atlético, Coritiba, Paraná Clube, Londrina e PSTC enfrentam times em diferentes campeonatos pelo Brasil e no exterior na noite desta quarta-feira (8)

Foto: Site Oficial CAP

Na noite desta quarta-feira (8), cinco times paranaenses entram em campo por campeonatos diferentes. O Atlético Paranaense enfrenta o colombiano Millonarios no segundo jogo da fase eliminatória da Copa Libertadores. O jogo acontece no estádio El Campín, em Bogotá, às 21h45 no horário de Brasília.

Pela Copa do Brasil, o Coritiba joga contra o Vitória às 19h15 no estádio Lomanto Júnior, em Salvador.

Também pela Copa do Brasil, o Paraná Clube encontra o São Bento às 20:30 na casa do rival, o estádio Walter Ribeiro, em Sorocaba. Já o Londrina pega o Gurupi de Tocantins no estádio Gilberto Resende Rocha, em Gurupi. A partida começa às 21h30.

O quinto time paranaense a jogar hoje é o PSTC Procopense, que enfrenta o gaúcho Ypiranga no próprio estádio, o Ubirajara Medeiros, em Cornélio Procópio. O jogo será às 20h30, também pela Copa do Brasil.

Envie seu comentário

Comentários (0)