Curitiba

Atlético-PR mantém base da escalação para duelo com paraguaios

Paulo Autuori diz que o meia João Pedro deve ficar como opção no banco de reservas após se recuperar de lesão

Foto: Atlético Paranaense, site oficial

O Atlético Paranaense não deverá ter novidades na sua escalação para o duelo com o paraguaio Deportivo Capiatá, nesta quarta-feira, na Arena da Baixada, pela terceira fase preliminar da Copa Libertadores. Foi o que adiantou nesta terça o técnico Paulo Autuori, avisando que o meia João Pedro deve ficar como opção no banco de reservas após se recuperar de lesão.

"Em relação ao João [Pedro], ele poderia ter começado a temporada, mas teve uma lesão e vai voltar aos poucos. Então, a equipe é basicamente a que enfrentou o Millonarios, aqui. Temos mais um treino para definir completamente, mas são coisas pontuais”, disse.

As dúvidas de Autuori envolvem dois jogadores. O meia Carlos Alberto não participou do treinamento desta terça-feira e poderá ser substituído por Felipe Gedoz. Já o zagueiro Thiago Heleno ainda aguarda a regularização do seu contrato para poder ser aproveitado - Wanderson vem sendo titular.

Depois de o Atlético-PR avançar na Libertadores ao eliminar o colombiano Millonarios em série definida apenas nos pênaltis, Autuori não acredita em facilidade diante do Deportivo Capiatá e lembra que o time paraguaio, de apenas oito anos, já passou por dois confrontos eliminatórios na competição, diante do venezuelano Deportivo Táchira e do peruano Universitario.

"Eles estão bem, até mesmo pelos dois primeiros desafios que ultrapassaram. Vamos respeitá-los ao máximo. E a melhor forma de respeito é jogando tudo o que você pode e é isso que queremos. O futebol paraguaio é de muita entrega e eles estão acostumados a jogar assim", afirmou sobre o adversário no confronto que vale uma vaga na fase de grupos da Libertadores.

O Atlético-PR deve entrar em campo nesta quarta-feira, às 21h45, com a seguinte formação: Weverton; Jonathan, Paulo André, Wanderson e Sidcley; Otávio, Lucho González, Carlos Alberto e Nikão; Pablo e Grafite.

Leia mais
Proibição de venda de cerveja perto de estádios do Paraná é protocolada pela Alep

Envie seu comentário

Comentários (0)

Clube chinês oficializa contratação de atacante brasileira

Cristiane vai trocar o Paris Saint-Germain pelo Changchun Dazhong Zhuoyue após o término da temporada europeia

Foto: Divulgação

Após investir na chegada de estrelas, como Carlitos Tevez e Oscar, o futebol chinês agora parece também voltar suas atenções para destaques do futebol feminino no mundo. Nesta segunda-feira o Changchun Dazhong Zhuoyue oficializou a contratação da atacante brasileira Cristiane.

O diretor-geral do Changchun Dazhong Zhuoyue, Liu You, explicou que Cristiane, de 31 anos, vai trocar o Paris Saint-Germain pelo clube chinês após o término da temporada europeia. O dirigente também declarou que os detalhes financeiros da transação são confidenciais.

Mas as informações da imprensa local são de que o clube do nordeste da China vai pagar para a atacante da seleção brasileira o maior salário do futebol feminino no mundo.

O futuro clube de Cristiane, que fica baseado na capital da província de Jilin, ficou em terceiro na edição do ano passado do Campeonato Chinês. Agora tentará melhorar o seu desempenho com a presença da atacante, que já marcou 86 gols em 127 partidas pela seleção brasileira, sendo medalhista de prata na Olimpíada de Atenas, em 2004, e de Pequim, em 2008. Além disso, participou dos Jogos de 2012 e de 2016 e também de todas edições do Mundial desde 2003.

A China vem investindo pesado para contratar estrelas internacionais e melhorar a qualidade do futebol masculino no país. Já a sua seleção feminina possui bem mais tradição, tanto que foi vice-campeã mundial em 1999 e medalhista de prata na Olimpíada de 1996.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Paraná vence e assume a liderança; Furacão perde e é o décimo

Coritiba derrotou o Foz, atual lanterna da competição, com apenas um ponto

Robson Mafra, paranaclube.com.br

Enquanto o Paraná Clube venceu o JMalucelli em casa por 1 a 0 e se isolou na liderança do estadual, o Atlético-PR foi derrotado fora de casa pelo Prudentópolis por 2 a 1 e terminou a rodada como 10o colocado, acima apenas do PSTC e do Foz na tabela.

Os dois jogos foram neste domingo, pela quarta rodada da competição. O Paraná está com 9 pontos, e o Atlético, com 3, mas com um jogo disputado a menos que a maioria dos clubes.

O Paraná foi campeão estadual pela última vez em 2006, e desde 2008 joga a Série B do campeonato brasileiro sem terminar próximo dos quatro clubes que sobem para a Série A - a melhor colocação foi um 7o lugar, em 2010; no ano passado, o time ficou em 15o.

O começo de 2017, porém, está promissor. Além de liderar o paranaense, o time acaba de passar de fase na Copa do Brasil.

O Furacão, por sua vez, acaba de avançar na Copa Libertadores e agora enfrenta o Deportivo Capiatá, clube paraguaio. 

Outros resultados

No sábado, o Coritiba (7 pontos) teve dificuldades para vencer o lanterna Foz (1 ponto) por 2 a 1 no estádio Couto Pereira, na capital, mas subiu na tabela e está em 4o.

Jogando na tarde deste domingo em casa, no Estádio do Café, o Londrina venceu o PSTC por 3 a 0, conseguindo sua primeira vitória no estadual. Como o Atlético-PR, o Londrina tem um jogo a menos na competição. 

Os times logo atrás do Paraná Clube na liderança são o Prudentópolis (8 pontos) e o JMalucelli (7), justamente o derrotado nesta rodada pelo time da capital.

O regulamento do paranaense

Os 12 times se enfrentam em turno único. Os oito mais bem classificados formam as quartas de final e os dois últimos caem para a segunda divisão paranaense. As quartas de final, a semifinal e a final terão jogos de ida e volta no sistema mata-mata. Em caso de igualdade de saldo de gols, a classificação nessas fases será decidida nos pênaltis.

Envie seu comentário

Comentários (0)