Curitiba

Saque do FGTS já está disponível para 1 milhão de trabalhadores

O resgate imediato será possível considerando as regras anteriores à Medida Provisória publicada em dezembro

Foto: Pixabay.com

Aproximadamente 1 milhão de trabalhadores podem sacar, a partir desta quarta-feira (17), o dinheiro em contas inativas do FGTS. O resgate imediato será possível considerando as regras anteriores à Medida Provisória 763, publicada em dezembro de 2016 pelo presidente Michel Temer.

A estimativa foi feita pelo secretário-executivo do Conselho Curador do fundo Bolivar Moura Neto à EXAME. “Essas contas com recursos disponíveis pela regra antiga somam cerca de 1,3 bilhão de reais”.

A antiga regra do FGTS diz que alguém há três anos sem trabalho pelo regime CLT pode sacar o dinheiro passados esses anos e a data do seu aniversário. 

Quem voltou a trabalhar depois desses três anos tem que esperar um calendário de saque que a Caixa vai anunciar em fevereiro. Quem consultar o FGTS e verificar que tem o dinheiro precisa apenas comparecer na Caixa com documento de identificação, carteira de trabalho original e cópias da página de registro civil (frente e verso) e de cada contrato de trabalho.

Também podem sacar seu dinheiro em contas do FGTS, normalmente, os aposentados e quem for usar o dinheiro como entrada na compra de casa própria ou como pagamento de financiamento de imóveis. 

Nova Regra

A partir de fevereiro, poderão sacar o dinheiro trabalhadores com carteira assinada que pediram demissão até o dia 31 de dezembro de 2015 e, naturalmente, ainda tenham recursos acumulados nas contas do FGTS relacionadas a estes contratos de trabalho.

 Ainda assim, quando isso ocorrer, o dinheiro dessas contas só poderá ser sacado a partir da data de aniversário do trabalhador.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Casas à venda: dicas para vender o imóvel de forma mais rápida

Realizar reparos, regularizar documentação e pesquisar preços potencializam o sucesso da venda

Foto: Divulgação/Chaves Na Mão

O número de casas à venda vem aumentando segundo levantamento feito pela associação brasileira de incorporadoras, a Abrainc, em parceria com a Fipe. Com isso, é necessário se planejar para que a comercialização dos imóveis seja um sucesso.

Separamos alguns cuidados que devem ser tomados pelos proprietários de casas a venda. Seguindo estas dicas, com certeza concretizar a venda de uma casa será uma tarefa muito mais rápida. Confira:  

As documentações precisam estar em dia

Um dos pontos mais observados pelos compradores é a documentação do imóvel. Por isso, é importante não estar com pendências que possam atingir o imóvel mesmo depois da venda. A documentação em dia já será um ponto a favor para a venda mais rápida da casa.

Mesmo que a sua casa à venda esteja no inventário ou seja alvo de uma partilha de divórcio, é possível vendê-la, sim! Porém, pode ser um problema para compradores que não queiram se envolver em conflitos entre herdeiros ou do casal.

Deixe o imóvel sempre preparado para visitas

Alguns especialistas em mercado imobiliário ainda indicam que as casas à venda passem por reparos antes de serem abertas para visitações. Sabe aquela rachadura na parede, a lajota que está quebrada? São pequenos detalhes que podem afastar o comprador.

Porém, não pense que é necessário realizar uma grande reforma! As mudanças podem não ser de agrado do comprador.

Se o imóvel estiver ocupado, preze sempre pela organização dos ambientes.

Tenha os pés no chão na hora de estipular um valor

Como qualquer item a venda, existe concorrência. As casas à venda podem ser facilmente comparadas pelos compradores e, a que estiver com o valor condizendo com o imóvel, sai na frente! Para que o preço seja justo, peça a ajuda de um profissional do ramo imobiliário!

Além disso, é importante contratar uma única imobiliária. Desta forma, você não precisará se preocupar com todos os trâmites  da venda. A imobiliária será responsável por e-mails e ligações, das questões legais, da marcação e do acompanhamento das visitas, da adequação dos interessados aos imóveis anunciados e da divulgação das casas a venda nos canais mais utilizados.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Imóveis para alugar: cuidado com os golpes na temporada

O ideal é buscar por uma imobiliária para encontrar casas ou apartamentos para alugar

Foto: Divulgação/Chaves Na Mão

Para quem deseja curtir as férias com a família ou com os amigos na praia, o aluguel pode sair mais em conta a arcar com as despesas de diárias no hotel. Em cidades como Matinhos, Guaratuba e Pontal do Paraná os golpes aplicados em imóveis para alugar são recorrentes por conta da grande procura.

A expectativa de público no litoral para o verão de 2016/2017 é de um milhão de veranistas, número muito próximo da temporada anterior. Segundo o Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur) a estimativa é que 2,4 milhões de turistas estrangeiros desembarquem no Brasil neste período, um aumento de 11% em relação ao ano passado.

Para não sair no prejuízo preste atenção nos anúncios dos imóveis para alugar! Confira algumas dicas para não cair em golpes:

Atenção ao termo de serviço

Caso a negociação ocorra diretamente com o proprietário do imóvel, a atenção precisa ser redobrada. Leia com atenção o termo de serviço do anunciante para evitar surpresas. Caso tenha dúvidas ou encontre informações estranhas, não tenha medo de questionar. É o seu dinheiro que está em jogo!

O ideal é buscar por uma imobiliária para encontrar imóveis para alugar. Desta forma, é ela quem irá tomar frente de todos os trâmites da negociação, evitando transtornos maiores.

Conheça o imóvel antes de fechar contrato

Sabe aquele velho ditado: “As aparências enganam”? Ele se aplica para imóveis também. Ao encontrar imóveis para alugar em sites e portais, não se baseie somente pelas fotos. É importante conhecer o imóvel pois podem haver problemas que não são  aparentes de forma digital.

Além disso, busque por avaliações e comentários de antigos usuários para ter uma base das experiências que outras pessoas já tiveram ao locar o imóvel.

Em casos de problemas, notifique!

Ocorreu algum problema ao chegar no local? Notifique! “Existem muitos oportunistas no mercado. É triste quando o turista chega na praia, no final de ano, e acaba sem ter para onde ir”, alerta Valdemar Salvador Marques, delegado titular da Delegacia do Litoral do Creci-PR, que fica na cidade de Matinhos.

Segundo Marques, os problemas de falsidade são resolvidos de imediato. “É tipo um pequenas causas. Nós resolvemos tudo de imediato. Se não houver acordo, a parte infratora passa a responder civil e criminalmente pelo delito”, conclui.

Envie seu comentário

Comentários (0)