Curitiba

Freis Capuchinhos realizam bênção aos animais no domingo

Além de abençoar os amigos de estimação será realizada uma cerimônia do Dia da Saudade em homenagens aos pets que já partiram

A cerimônia também será marcada pela celebração do Dia da Saudade, uma oportunidade de confraternização para pets e seus donos e uma homenagem aos animais de estimação que já partiram (Foto: Divulgação/Igreja Capuchinhos)

Na manhã deste domingo (19), das 10h ao meio dia, Frei Capuchinhos realizam na sede da Exclusive Heaven, no bairro Mercês, em Curitiba, a bênção de proteção aos animais de estimação e seus proprietários.

A cerimônia também será marcada pela celebração do Dia da Saudade, uma oportunidade de confraternização para pets e seus donos e uma homenagem aos animais de estimação que já partiram. Está programada a realização de sorteios, entrega de brindes aos participantes e feira de adoção de animais, promovida pela ONG Força Animal.

De acordo com dados da Pesquisa Nacional de Saúde do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), realizada em 2013, seis em de cada dez lares paranaenses têm cachorros como animais de estimação e, em 19% das residências do Sul do Brasil há ao menos um gato de estimação.

“Os pets passaram a desempenhar um papel fundamental em uma sociedade que tem combinado tecnologia e isolamento. São estes animais que se tornam, muitas vezes, confidentes, companheiros e amigos inseparáveis que queremos homenagear e trazê-los para serem abençoados”, revela o consultor da Exclusive Heaven, Adilson Pivetta.

Exclusive Heaven

A Exclusive Heaven é a primeira empresa de Curitiba especializada em homenagens póstumas e cremação para animais de estimação.

Localizada no Bairro Mercês, em Curitiba, a empresa oferece no momento de despedida do amigo de estimação, atendimento único, em um ambiente cuidadosamente preparado para o melhor acolhimento aos clientes e familiares.

Serviço

Bênção aos animais e Cerimônia do Dia da Saudade
Data: 19 de fevereiro de 2017
Horário: das 10h às 12h
Local: Exclusive Heaven
Endereço: Rua Tenente João Gomes da Silva, 204 – Bairro Mercês
Informações: (41) 3014-3131
Site | Facebook

Envie seu comentário

Comentários (0)

Gêmeos nascem com a cor da pele diferente; conheça casos curiosos

Guilherme e Gabriel foram carinhosamente apelidados pela avó de Beijinho e Brigadeiro

Foto: Reprodução/RecordTV

Existem alguns casos curiosos quando o assunto são gêmeos. Casos como o de Guilherme e Gabriel, apelidados carinhosamente pela avó de Beijinho e Brigadeiro por causa da diferença do tom da pele.

De acordo com os pais, as diferenças entre os pequenos vão além do físico. Um é mais focado e estudioso, o outro mais disperso; um é mais extrovertido, o outro mais reservado. A única semelhança entre eles é o gosto pelas roupas - por mais que a mãe evite, eles sempre querem se vestir de forma igual.

Gustavo e Gabriel são assim tão diferentes por serem gêmeos bivitelinos, caso em que dois óvulos são fecundados por dois espermatozoides. Eles têm diferenças e semelhanças como todos os irmãos, mas foram gerados ao mesmo tempo, em placentas diferentes, na barriga da mãe.

A reportagem exibida no Jornal da Record conta a história de amor e parceira das gêmeas mais velhas do Brasil e a curiosa ligação entre gêmeos que se casaram com gêmeas. Confira!

 

Envie seu comentário

Comentários (0)

TCE-PR determina que ônibus volte a custar R$ 3,70, mas TJ anula ato

Liminar derrubou medida que exigia redução da tarifa, mantendo o valor de R$ 4,25

Foto: Urbs

Apesar de medida unâmime pedindo a redução da passagem do ônibus de Curitiba para R$ 3,70, o valor que continua valendo é o de R$ 4,25, conforme decisão, nesta tarde, do desembargador Leonel Cunha.

Reunidos em sessão plenária na tarde desta quinta-feira (16), os conselheiros do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR) homologaram a cautelar que suspendia o reajuste da tarifa de ônibus em Curitiba. Relatada pelo conselheiro Ivan Lelis Bonilha, a medida foi aprovada por unanimidade. Com a decisão, o valor da passagem de ônibus cobrada dos usuários deveria retornar para R$ 3,70.

Pouco depois, porém, a prefeitura conseguiu uma liminar garantindo que a Urbs - a empresa mista que controla o sistema de transporte público curitibano - continue a cobrar R$ 4,25 pela passagem. 

Ao derrubar a medida que pedia a redução da tarifa, o desembargador Leonel Cunha escreveu: "(...) as supostas irregularidades na composição da 'tarifa técnica' que estão em análise na Corte de Contas conquanto possam, se confirmadas, implicar no congelamento daquela tarifa técnica por algum tempo, ou mesmo em sua redução no futuro, tal fato, por si só, não importa em necessário barateamento imediato do sistema de transporte integrado da região metropolitana de Curitiba." 

Acima da inflação

Pedindo a redução, Bonilha destacou que entre 2015 e 2017 a tarifa de ônibus em Curitiba apresentou reajuste acumulado de 49,11%. Esse aumento é mais que o dobro da inflação do período, medida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) em 22,31%. No ano passado, enquanto a passagem subiu 14,86%, o IPCA ficou em 6,28%.

O TCE-PR criticou também a falta de transparência sobre os critérios adotados na definição do aumento e a escassez de informações sobre a aplicação dos recursos. "Não é possível extrair informações com o detalhamento dos investimentos a serem sustentados pelo aumento da tarifa, em que pese esse já ter sido efetivado", diz o relatório de Bonilha.

O conselheiro lembrou ainda, que a renovação da frota é obrigação das concessionárias, previsto em contrato desde setembro de 2010.

Entenda o caso

A determinação de suspensão do reajuste da passagem havia sido emitida cautelarmente na última desta segunda-feira (13), em decisão do conselheiro Ivan Bonilha. A partir da notificação à Prefeitura Municipal e à Urbanização de Curitiba S/A (Urbs), a tarifa deveria ter retornado a R$ 3,70. Isso não aconteceu, e a decisão do desembargador Leonel Cunha reforça que o valor que deve ser aplicado é o de R$,25.

 

Leia mais

Google traz para Curitiba horários de ônibus em tempo real

Envie seu comentário

Comentários (0)