Curitiba

Curitibanos marcam manifestação contra a Copa do Mundo

protesto.png

Uma passeata contra a Copa do Mundo em Curitiba foi marcado em evento do Facebook, criado no último sábado (14). Os manifestantes pretendem sair às ruas no dia 25 de janeiro, a partir da Boca Maldita, e já contam com 217 confirmados até o final desta segunda-feira (16). Além da capital paranaense, São Paulo, São José dos Campos e Vitória também irão participar do mesmo protesto.

Além do elevado gasto público para custear o evento, eles reclamam das péssimas condições do SUS, das contruções de estádios, da falta de investimento na educação e infraestrutura, entre outros.

De outro lado, acreditando que o protesto siga para a Arena da Baixada, torcedores do Atlético asseguram que irão defender o estádio, alertando sobre o possível confronto entre eles e os manifestantes, caso o protesto chegar próximo do local.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Vereadores curitibanos usam vendas para experimentar a realidade dos cegos

vereadores-vendados.jpg

Os vereadores de Curitiba participaram de uma atividade, na manhã desta segunda-feira (16), para sensibilizar sobre a importância da inclusão dos deficientes visuais e os desafios vividos por eles todos os dias. Para isso, os parlamentares ficaram de olhos vendados, utilizando-se apenas de bengalas. A iniciativa foi realizada para comemorar o Dia Nacional do Cego, que aconteceu na última sexta-feira (13).

O coordenador de Relações com a Comunidade da Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Manoel José Passos Negraes, conduziu a dinâmica. A sessão foi aberta e, em seguida, interrompida  para que os vereadores vendassem os olhos.

Enquanto isso, Manoel Negraes, que tem deficiência visual, discursou sobre as dificuldades enfrentadas por esses cidadãos. “Espero que o debate e este simples gesto, através da vivência, possam auxiliar os vereadores a analisar com um outro olhar os importantes projetos de acessibilidade que passam por esta casa”, disse.

O coordenador convidou os vereadores a se deslocarem de olhos vendados  até a frente do plenário. A vereadora Professora Josete apresentou dificuldade já na busca do botão que aciona a liberação do microfone. “Não há dúvida que precisamos compreender melhor o que o deficiente visual enfrenta. Temos que garantir a acessibilidade para melhor locomoção deles e de todas as pessoas com deficiência” frisou a vereadora, que ao sair de sua mesa ainda derrubou a placa que leva seu nome e demorou para chegar à frente do plenário.

Durante o debate, foi destacada a importância da Comissão de Acessibilidade da Câmara Municipal, que busca resguardar os direitos e deveres da pessoa com deficiência e fazê-los cumprir de modo que as convenções sejam aplicadas.

“É preciso dar o primeiro passo, seja com ou sem os olhos vendados. É preciso entender que todos precisam  aceitar a inclusão da pessoa com deficiência e exercer a cidadania. A maior dificuldade ainda está na cultura” finalizou Negraes.

Envie seu comentário

Comentários (0)

Amigos homenageiam jovem morto após ser espancado no Largo da Ordem

menino-espancado-no-largo.png

Nesta segunda-feira (16), uma homenagem foi publicada pelos amigos de Lucas Isquierdo, 19 anos, que morreu na noite desta sábado (14) após ser espancado no Largo da Ordem, em Curitiba. O vídeo de cinco minutos e meio de duração exibe fotografias do estudante com seus colegas e familiares, junto a letras de músicas que representam o sentimento de quem teve a perda.

A vítima havia acabado de sair de uma festa universitária da UTFPR quando o crime ocorreu, no dia 6 de dezembro. Cerca de dez jovens teriam agredido Isquierdo, que foi internado por quase dez dias no Hospital Evangélico antes de falecer. De acordo com a Delegacia de Homicídios, um dos suspeitos foi identificado por amigos de Lucas Isquierdo e deve ser indiciado pelo crime, caso não revelar outros envolvidos no caso.

Para visualizar o vídeo, clique aqui.

Envie seu comentário

Comentários (0)