Curitiba

Cientistas pretendem criar 'mamofante', misto de mamute e elefante

'Ainda não chegamos lá mas poderá acontecer dentro de dois anos', diz o líder do projeto

Foto: Pixabay

Cientistas da universidade norte-americana de Harvard anunciaram um projeto, já em andamento, que objetiva "ressuscitar" o mamute, extinto há cerca de 4 mil anos, em uma nova versão híbrida.

Utilizando engenharia genética avançada, os pesquisadores pretendem obter, dentro de dois anos, um embrião híbrido no qual diversas características do mamute lanoso (Mammuthus primigenius) serão programadas em um elefante asiático.

O anúncio foi feito no encontro anual da Associação Americana para o Avanço das Ciências (AAAS, na sigla em inglês), realizada em Boston (Estados Unidos) nesta semana.

"Nosso objetivo é produzir um embrião híbrido de elefante e mamute. Na realidade, será mais precisamente um elefante com certo número de características do mamute. Ainda não chegamos lá mas poderá acontecer dentro de dois anos", disse o líder da pesquisa, George Church, ao jornal britânico The Guardian.

O "mamofante", como os cientistas apelidaram a criatura projetada, seria em parte um elefante, mas terá alguns traços típicos do animal extinto, como orelhas pequenas, espessa camada de gordura subcutânea, pelo longo e grosso, além de sangue adaptado às baixas temperaturas.

Leia mais
Dois filhotes de onça pintada nascem em cativeiro de Foz
Cão skatista de Curitiba ganha fãs na internet; assista

Segundo os cientistas, para enxertar os genes do mamute no código genético do elefante será usada a ferramenta Crispr, uma poderosa tecnologia de edição do genoma. Por enquanto, a pesquisa está no estágio de experimentos celulares, mas os cientistas dizem já estar se aproximando da criação de embriões. Depois disso, segundo Church, a criação de "mamofantes" vivos ainda levará vários anos.

"Estamos trabalhando para desenvolver maneiras de avaliar o impacto dessas edições genéticas e tentando estabelecer a embriogênese (processo de formação do embrião) no laboratório", afirmou Church.

Segundo o pesquisador, essas modificações poderão ajudar a preservar o elefante asiático - que está ameaçado de extinção - em uma nova forma. Além disso, Church acredita que a adaptação do novo animal à tundra pode ajudar a mitigar o derretimento das geleiras no Ártico. "Eles impedem o descongelamento da tundra, ao fazer buracos na neve, permitindo que o ar frio entre em seu interior", afirmou.

Envie seu comentário

Comentários (0)

“Cãocurso” de fantasias e bailinho de carnaval reune pets em Curitiba

As inscrições são limitadas e podem ser feitas no dia do evento, mediante a doação de um quilo de ração

Foto: Reprodução internet

Fantasia, originalidade e simpatia são as categorias do “Cãocurso”, um concurso de fantasias exclusivo para cachorros. O Shopping Curitiba foi o primeiro da cidade a se tornar petfriendly e recebe diariamente animais de pequeno, médio e grande porte acompanhados de seus donos.

O concurso será no dia 18 de fevereiro, a partir das 16h. Além do bailinho de carnaval, os cachorros mais estilosos vão desfilar pelo shopping com seus tutores e esbanjar simpatia, em ritmo de aquecimento para o feriadão. Quatro jurados vão avaliar o conjunto, criatividade, fofura, estilo e selecionar um ganhador para cada categoria (fantasia, originalidade e simpatia).

As inscrições são limitadas e podem ser feitas no dia do evento, mediante a doação de um quilo de ração, de qualquer tipo. A quantia arrecadada será doada para a Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba, que protege e defende animais carentes e maltratados.

A dica da organização do evento é chegar com antecedência, a partir das 14h, para fazer a doação, preencher a ficha de inscrição e começar a diversão. Assim que completado o número de 30 cachorros, as inscrições se encerram automaticamente, e apenas os cachorros inscritos participarão do desfile. Mas todos os cães são bem-vindos e convidados a assistirem o concurso e participar do bailinho.

A Cobasi vai premiar os três primeiros lugares com um kit especial, com brinquedos, acessórios e petiscos.

Algumas regras e informações são importantes: a participação é aberta a todos os cães de pequeno, médio e grande porte desde que não estejam classificados como Cães de Guarda: Pitbull, Pastor Alemão, American Stafforshire Terrier, Dobermann, Rottweiller, Bull Terrier e raças mestiças ou variações destas raças; será obrigatório o uso de fantasias, de coleiras e guias no dia do desfile.

O evento acontece no Piso L1 do Shopping Curitiba, em frente a loja Tok&Stok.

Serviço:

  • “Cãocurso” de fantasias
  • Quando: dia 18 de fevereiro, às 16h.
  • Inscrições: doação de 1 kg de ração de qualquer tipo. A partir das 14h do dia 18.
  • ONG beneficiada: Sociedade Protetora dos Animais de Curitiba.
  • Apoio/parceiro: Cobasi.

Shopping Curitiba

Envie seu comentário

Comentários (0)

Cão skatista de Curitiba ganha fãs na internet; assista

Quando vai para o litoral com a família, a cachorrinha troca o skate por uma prancha de surf

Cachorro de Curitiba anda de skate e surfa. Foto: Reprodução/RICTV

Lourdes Maria, também chamada de Lulu, é um buldogue inglês que tem apenas três anos, mas tem um fôlego pra deixar muito atleta experiente pra trás. A cachorra não deixa o brinquedo por nada e faz sucesso nas redes sociais.

A cachorrinha mora em um condomínio em Curitiba, onde pratica seu esporte preferido. Mas nas férias em família Lulu não deixa de se exercitar. No litoral, ela substitui o skate por uma prancha de surfe.  

Leia mais

Morte de vira-lata curitibano que conquistou o Brasil comove internautas

Para se refrescar, Lulu bebe muita água e, quando autorizado pelos donos, se delicia com um bom picolé de limão.

Assista à reportagem exibida no Balanço Geral Curitiba:

Envie seu comentário

Comentários (0)